Doença pé mão e boca chega em Ouro Preto

    | Cliques: 353
  • Doença pé mão e boca chega em Ouro Preto

    A síndrome mão-pé-boca (SMPB), também chamada de doença mão-pé-boca.

    Está deixando um rastro em seu caminho com os primeiros casos sendo confirmados nas cidades de Catas Altas e Mariana. Agora Ouro Preto está na mira da doença de 9 casos já registrados 5 são na Bauxita, é um caso preocupando pois quem são atingidas diretamente pela doença são as crianças. Em seu Blog Marcelo Cunha Bueno disse que...

    “CRIANÇA DOENTE NÃO PODE IR À ESCOLA

     A questão é simples e lógica: criança que está doente não pode ir à escola. Parece simples, mas não é. Em todas as escolas que conheço nessa vida, sempre é preciso refazer esse combinado com as famílias! Criança doente não brinca bem, não se concentra, não consegue ser e estar nesse mundo da coletividade. Criança doente precisa de cuidado (para além dos médicos, precisa do cuidado, do calor familiar). Criança que está doente e vem pra escola pode contaminar outras crianças, que estão, naquele momento, saudáveis. Eu não sou médico, mas sou pai. Aquilo que chamamos de febrinha, dorzinha de garganta, no corpo, são sintomas de que o corpo precisa descansar e se recuperar. Cuidar da sua criança, nesse sentido, é cuidar do coletivo. Entendo as questões de ordem do trabalho: não tenho com quem deixar, preciso trabalhar. Sim, mas não dá para levar à escola. Vamos recombinar?”

     

    Sobre Marcelo Cunha Bueno

    Pedagogo, Marcelo cursou Psicologia na Universidade Mackenzie e é um curioso leitor e estudante de Filosofia, tendo participado de cursos de extensão e grupos de estudos sobre o tema no Brasil e na Argentina

     

    O Jornal O ESPETO entrou em contato com a prefeitura de Ouro Preto via e-mail e até o fechamento dessa edição não obteve uma resposta oficial sobre a situação