Em outubro, FAOP recebe exposição coletiva Forma e Matéria

    | Cliques: 118
  • Em outubro, FAOP recebe exposição coletiva Forma e Matéria

    Interação e influência são os temas da exposição coletiva Forma e Matéria, reunião das instalações dos artistas Gustavo Silvamaral, João Trevisan e Rodrigo de Almeida Cruz. Com entrada gratuita, a mostra ocupa a Galeria de Arte Nello Nuno da FAOP de 11 de outubro a 04 de novembro, com visitação de segunda à sexta-feira, das 09h às 18h, e aos finais de semana, das 13h às 18h.

     

    Composta por quatro instalações em madeira, ferro, lona e outros materiais, Forma e Matéria busca refletir sobre a compreensão do espaço, literal e metaforicamente. “Os trabalhos fazem alusão à espacialidade e à cor, mesclando linguagens e processos que criam um diálogo entre as questões da história da arte e as banalidades da vida”, comenta Gustavo Silvamaral.

     

    “Corpo Articulado”, escultura de João Trevisan com cerca de quatro metros de comprimento, prende maciços blocos de madeira às articulações de ferro unindo força e forma. “Essa peça veio do momento em que deixei o bidimensional e parti para o tridimensional. Sair de uma escala minúscula me fez começar a pensar numa proporção de corpo, de objeto vivo”, disse João.

     

    Rodrigo de Almeida Cruz integra a coletiva com “Pinturas de Saturação”, conjunto de quadros que podem assumir diferentes configurações, inclusive fora da parede. Quebrando a lógica tradicional das formas e dos gêneros, Rodrigo, assim como os outros integrantes de Forma e Matéria, traz outras possibilidades para os materiais do cotidiano levando o espectador a experimentar o movimento e a plasticidade no espaço.

     

    Entre as referências para os artistas, estão importantes nomes das artes nacionais e internacionais, como Hélio Oiticica, Lygia Pape, Lygia Clark, Chris Burden, Dan Flavin, e outros.

     

    OS ARTISTAS


    Gustavo Silvamaral nasceu em Brasília em 1995 e, atualmente, cursa Artes Visuais na UNB, participando desde 2015 do grupo de pesquisa Corpos Informáticos. Sua produção perpassa linguagens como a pintura, a gravura e a performance.

     

    João Trevisan nasceu em 1986 em Brasília, onde reside e trabalha. É licenciado em Geografia e bacharel em Direito. Seu trabalho consiste na investigação da materialidade do objeto e seus limites.

     

    Rodrigo de Almeida Cruz nasceu em 1989 em Brasília. Desenvolve pesquisa de doutorado em Poéticas Contemporâneas pela UNB e, como artista plástico, busca refletir sobre a tradição, os limites e a materialidade da pintura.

     

    Serviço:

    Exposição Forma e Matéria

    Abertura: 11 de outubro, 18h.

    Visitação: até 4 de novembro.

    Horário: segunda à sexta-feira, de 9h às 18 | sábado e domingo, de 13h às 18h.

    Endereço: Rua Getúlio Vargas, 185, bairro Rosário | Ouro Preto (MG).

    Entrada: Gratuita.

    Classificação: Livre.

Imagens relacionadas