Falhas nos correios, auxílio universitário e horas extras da Guarda Municipal são discutidos pelos Vereadores

    | Cliques: 256
  • Falhas nos correios, auxílio universitário e horas extras da Guarda Municipal são discutidos pelos Vereadores

    Por Carol Rooke 

    Assista trecho do discurso dos vereadores : Juliano Vasconcelos e Tenente Freitas ( Banzé) 

    Na segunda-feira (05/03) aconteceu a Quinta Reunião Ordinária na Câmara Municipal de Mariana. Os vereadores  discutiram os Projetos de Lei, Requerimentos e demais necessidades para cidade de Mariana. Os debates que se destacaram foram sobre os correios, o auxílio universitário e o pagamento de horas extras a Guarda Municipal.

    O requerimento proposto pelo Vereador Juliano Duarte, requeria o encaminhamento ao diretor dos correios para encontrar soluções para os problemas dos bairros bem estruturados na cidade de Mariana que não possuem entregas e serviços de correspondências, o que tem gerado transtornos a um número considerado de pessoas.

    Os bairros mencionados que estão sofrendo com a falta da entrega dos correios foram: Dom Oscar, Alto do Rosário e outros. O bairro Dom Oscar, possui o metro quadrado mais caro de Mariana e não possui a prestação desse tipo de serviço.

    Além disso, o vereador Juliano Duarte complementou, “é um direito do morador que tem o seu bairro regularizado, receber suas encomendas dos correios”. O requerimento foi aprovado por unanimidade e o vereador solicitou a reunião para a solução desse requerimento a ser realizada no Plenário.

    O requerimento proposto pelo Vereador Cristiano Vilas, requeria ao Sr. Prefeito Municipal a abertura para o cadastro de Auxílio Universitário 2018. No debate foram alegados erros no primeiro cadastro, como tempo de renovação, sendo proposto pelo Vereador Cristiano que fosse por semestre, critério sócio econômico de seleção e maior supervisão dos alunos com necessidades maiores para que todos possam ter acesso à educação.

    O maior debate foi iniciado pelo vereador Ronaldo Alves ao retomar o boato que esteve circulando nas redes sociais sobre as horas extras pagas aos Guardas Municipais de Mariana(GM). Foi questionado aos convidados presentes para esclarecimento o Secretário de Defesa Social, Braz Azevedo e o Comandante da Guarda Municipal Maurício.

    O GM Maurício comunicou que houve o protocolamento da denúncia provinda dele no dia 16/02 ao Ministério Público correndo paralelamente a Corregedoria, para que pudesse averiguar a adequação do cumprimento das horas extras. Ele alegou que as horas extras podem ser pagas em eventos que tenham a necessidade de aumentar o efetivo nas ruas, um exemplo, como ocorreu no Carnaval.

    Além da solicitação da “suposta irregularidade” o 1º Secretário, Antônio Ramos (Tenente Freitas), acrescentou que tem pessoas que fazem horas extras, mas possuem uma enorme dificuldade em recebê-las, além de que existem Guardas Municipais que trabalham em outros lugares, ou seja, em outros setores.

    O Secretário Braz, diz que tomou conhecimento sobre a denúncia após ter sido protocolada. O Vereador Bruno Mól questionou o Comandante Maurício, dizendo que este não quis prevaricar e ainda fez um chamado, “esperamos um posicionamento do Sr. Prefeito que ele tenha coragem em tomar uma atitude ”.

    Por fim foi defendido o plano de carreira que os Guardas Municipais não possuem. Foi apresentado pelo Vereador Geraldo Souza (Bambu) o Decreto 8.925 de 14 de Julho de 2017 com a leitura do artigo 15º que descreve quem seria o responsável pela autorização das horas extras, dito no artigo, o Secretário de Defesa Social. Não esteve presente na reunião o vereador Edson Carneiro (Leitão) por motivo de doença .

    Por Carol Rooke