Câmara de Mariana rejeita veto do prefeito Juliano Gonçalves sobre a transparência e divulgação da vacinação contra a covid-19 Comissão para apurar o veto é criada

    Por: Rozembergue Teixeira

    Nesta segunda feira dia 26 de abril foi lido em reunião ordinária da Câmara de Mariana o veto 01/2021 do Projeto de lei 47/2021 de autoria dos vereadores Marcelo Macedo e Manoel Douglas Preto, que “Dispõe sobre a Obrigatoriedade de Divulgação, com atualização diária, sobre a Vacinação conta o COVID-19, sob a responsabilidade da rede Pública de Saúde do Município de Mariana e Dá outras Providências. Após lido o veto do prefeito interino em exercício Juliano Gonçalves ao projeto de lei o vereador e presidente da Câmara Ronaldo Alves Bento criou uma comissão para analisar o veto os vereadores nomeados para a comissão são: Vereador Mauricio da Saúde presidente da comissão, vereador Edison Agostinho Leitão vice, e vereador Adimar Cota como Vogal.  O jornal O Espeto conversou com o Vereador Mauricio da Saúde que disse que: Nós a comissão não acatamos o veto por não haver um embasamento jurídico de ilegalidade e inconstitucionalidade do projeto a prefeitura justificou que não teria condições de lançar os dados diariamente no sistema, e nós juntamente com o parecer jurídico da Câmara entendemos que o veto não tinha um veto e que na realidade tinha uma justificativa. Disse o vereador Mauricio da Saúde presidente da comissão.

    Para receber notícias no seu WhatsApp clique aqui: https://chat.whatsapp.com/EUMClyuSPt53zDrAJrIryt

    E para receber notícias da nossa página no Facebook clique aqui: https://www.facebook.com/jornaloespeto