Samarco: Diversificação econômica de Mariana e Ouro Preto é tema de fórum

    Dando sequência às discussões do Plano de Apoio à Diversificação Econômica (Pade), foi realizado nos dias 29 e 30 de junho, o II Fórum de Diversificação Econômica de Mariana e Ouro Preto.

    Para receber notícias no seu WhatsApp clique aqui

    E para receber notícias da nossa página no Facebook

    Foi apresentado o resultado da pesquisa de satisfação e indicação da preferência do modelo de governança territorial, discutido no I Fórum, realizado em junho, como destacou o analista de Relações Institucionais da Samarco, Guilherme Louzada.

    “Este fórum é uma continuidade do Plano de Apoio à Diversificação Econômica. O nosso objetivo é engajar o grupo para construção da governança territorial a fim de diversificar a economia de Mariana e Ouro Preto”, falou.

    Para o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mariana, Pedro Eldorado, o debate reforçou a necessidade de encontrar alternativas econômicas que não dependam apenas do setor da mineração. “Buscamos perspectivas de atração para aproveitar e potencializar a vocação das empresas instaladas em Mariana e região. No turismo identificamos um grande potencial, mas, a partir do Pade, identificamos outras potencialidades do município”, disse.

    O secretário de Governo de Ouro Preto, Felipe Guerra, ressaltou a necessidade da criação de ações de diversificação a partir da revisão do modelo de governança municipal. “Precisamos buscar novas formas de diversificar a economia, gerar emprego e renda. As discussões apontam para uma oportunidade para a Agência de Desenvolvimento rever seu modelo de governança e a reestruturação do Conselho de Desenvolvimento para que seja deliberativo para a utilização do fundo a ser criado”, destacou.

    Trajetória

    A primeira etapa para a construção do Plano de Apoio à Diversificação Econômica foi desenvolvida a partir de um diagnóstico levando-se em consideração vocações e potencialidades da região, apoiado em ações sustentáveis do ponto de vista econômico, social e ambiental.

    Como resultado do diagnóstico foi identificado os seguintes eixos: Agricultura, Empreendedorismo, Tecnologia e inovação, Turismo e Aproveitamento de rejeitos. Para cada eixo, foram identificados pontos positivos e negativos, onde foi apresentada a Matriz de Priorização das oportunidades. Os participantes também puderam contribuir para os planos de ações que serão construídos nos territórios.

    O gestor do Núcleo de Projetos da Agência de Desenvolvimento Econômico e Social de Ouro Preto (Adop), Vandeir Assis, ressaltou que a discussão contribuiu para o avanço de propostas para a diversificação econômica das cidades. “O Pade é um estímulo de caminhos e propostas com o foco na diversificação. É preciso que o município reflita sobre a oportunidade de tomar decisões que convirjam para a diversificação econômica para além da mineração. No primeiro fórum debatemos a matriz para a diversificação, agora estamos avançando para fazer os desdobramentos das oportunidades para que tornem uma ação e construção de uma agenda e plano estratégico, com a participação dos vários atores nessa construção”, avaliou.

    Segundo o presidente da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Mariana (Aciam), Amarildo Pereira, apontou que “os eixos identificados são fundamentais para impulsionar o desenvolvimento econômico do município. Este espaço permite a troca de ideias entre vários atores e empresas âncoras em busca do desenvolvimento e diversificação da região”, comentou.

    Para a próxima etapa está prevista a construção, em conjunto, do Plano Estratégico, onde as oportunidades serão transformadas em ações de curto, médio e longo prazo. O Pade é uma iniciativa da Samarco, com apoio da consultoria Plan, cujo trabalho envolve instituições de Mariana e Ouro Preto num sistema de gestão conjunto dessa região, definindo ações a partir das necessidades e vocações da região.