Prefeitura celebra aquisição de obra escrita em 1801 pelo padre inconfidente Manuel Rodrigues da Costa em Ouro Preto

    Celebrando a aquisição do livro “Tractado da cultura dos pessegueiros”, escrito no ano de 1801 pelo padre inconfidente Manuel Rodrigues da Costa, foi realizado uma cerimonia nesta terça-feira, 19, no Anexo do Museu da Inconfidência. A solenidade contou com a presença do prefeito de Ouro Preto, Angelo Oswaldo, com o diretor do Museu da Inconfidência, Alex Calheiros, e também do historiador Edson Brandão.

    Para receber notícias no seu WhatsApp clique aqui

    E para receber notícias da nossa página no Facebook

    Se inscreva no nosso canal do you tube para receber nossas reportagens, clique aqui

    O prefeito Angelo Oswaldo ressaltou a importância da obra integrar o Museu da Inconfidência e a cidade de Ouro Preto. “Eu considero sempre importante promover esses momentos de reencontros com marcos da história, com documentos que possam nos proporcionar um conhecimento melhor da nossa própria história e um registro também que engradeça o grande acervo de Ouro Preto”.

    O livro bicentenário foi adquirido através de um leilão realizado no Rio de Janeiro, e posteriormente doado para o acervo do Museu da Inconfidência. Para viabilizar os recursos necessários para a compra, a Prefeitura de Ouro Preto realizou acordos para obter patrocínios e efetivar a compra, dado a importância do livro para a história da cidade.

    Por sua vez, o diretor do Museu da Inconfidência, Alex Calheiros, também destacou a relevância da obra para o Município. “Essa semana é a semana da Inconfidência, antecedendo o dia 21, que é o dia de Tiradentes, e nesta data a gente incorporar ao acervo do Museu da Inconfidência um livro de um personagem importante é de fato um presente valioso que enriquece o acervo do museu e a cidade. Ou seja, nós estamos enriquecendo o patrimônio nacional com obras importantes para a história”.

    A conquista da obra é de grande significado, já que o Museu da Inconfidência conta com paramentos do padre inconfidente Manuel Rodrigues da Costa em seu acervo, e agora recebe mais um item de importante relevância. O livro foi escrito e publicado pelo padre enquanto ele estava preso na cidade de Lisboa, em Portugal.
    Texto: Rodrigo Nassif – Foto: Ane Souz