IFMG e Prefeitura de Ouro Preto se unem para buscar solução para enchentes em Amarantina

    Texto: Vanência Magela / Revisão: Victor Stutz

    Um importante passo foi dado ontem, 6 de dezembro, quando a Prefeitura se reuniu com da Defesa Civil e representantes de outros setores envolvidos como o tema “Rio Maracujá”, para tratar de assuntos referentes ao convênio firmado pelo município com o Instituto Federal de Minas Gerais IFMG – Campus Ouro Preto.

    Para receber nossas notícias no seu WhatsApp clique aqui

    Essa parceria irá viabilizar o mapeamento hidrológico do Rio Maracujá e os trabalhos contribuirão com informações importantes de suporte às ações de prevenção contra enchentes, ajudando também no trabalho de conscientização da comunidade.

    Para o prefeito Angelo Oswaldo, os estudos trarão resultados bastante positivos: “Teremos informações detalhadas sobre a situação da bacia do Maracujá, especialmente, na área territorial do distrito de Amarantina, para adoção das medidas necessárias de proteção da população nos momentos de emergência e para melhor conhecimento desse território, para tomarmos medidas adequadas de controle das enchentes”. O secretário de Defesa Social, Juscelino Gonçalves, afirma que é preciso conhecer “o comportamento da água e da calha do rio” no distrito, para que as medidas mais acertadas de precaução relacionadas aos riscos hidrológicos naquela região sejam tomadas.

    Os trabalhos serão coordenados pela equipe do Curso de Geografia do IFMG e poderão envolver especialistas de outras áreas, como do Curso de Meio Ambiente. Alunos bolsistas de graduação e mestrado aturarão na coleta de informações, na elaboração dos mapas e no processo de diálogo com a comunidade.

    O diretor-geral do IFMG, Reginato Fernandes, destacou a importância desse projeto: “Nós colocamos o IFMG à disposição da Prefeitura e da comunidade de Amarantina para que possamos entender melhor os alagamentos que ocorrem naquele distrito. Os frutos desse convênio poderão ser usados pela Prefeitura e pela comunidade para compreender um pouco mais desses fenômenos naturais e lidar melhor com eles”.

    Também participaram do encontro os secretários Yuri Assunção (Governo), Chiquinho de Assis (Meio Ambiente), Crovymara Batalha (Planejamento e Gestão), a representante do Curso de Geografia do IFMG, Cecília Andrade, do Laboratório de Geoprocessamento, Jairo Rodrigues Silva, e também os vereadores Matheus Pacheco e Lilian Albuquerque, além de lideranças comunitárias do distrito de Amarantina.

    Fonte : Prefeitura Municipal de Ouro Preto