Pensando na Ceia de Natal? Veja alguns alimentos proibidos para pets

    Por Marcelo Silva Camêlo

    O Natal está chegando e se você tem o costume de reunir a família, incluindo animais de estimação, fique atento à alguns alimentos que são proibidos para cães e gatos. Nós sabemos perfeitamente como é difícil falar ‘não’ para o nosso pet. Principalmente quando eles vêm com seus rostinhos, como se estivessem tristes e famintos, em busca de um petisco que está servido à mesa. No entanto, para o bem-estar deles, precisamos recusar alguns alimentos. Para isso, trouxemos uma pequena lista, com algumas explicações, sobre o que você pode ou não dar para o seu pet.

    Clique aqui para receber nossas notícias no seu Whatsapp

    Como sempre gostamos de frisar, muito cuidado com as informações que você encontra na internet. Essa ferramenta nos ajuda muito em diversos assuntos, mas também é usada para a disseminação de notícias falsas, as famigeradas Fake News. Portanto, cuidado onde você consome informação. Sempre busque saber quais são as fontes dos materiais que você lê. Atente-se para divergências no discurso do autor que escreve. Seja uma pessoa analítica e fria. No caso deste material, por exemplo, o cuidado tem que ser extra, pois vamos falar de um assunto bastante importante, que é o cuidado com o seu próprio animal de estimação.

    A ceia de Natal é um evento muito utilizado por famílias, que se reúnem e preparam um banquete. No entanto, muito cuidado se você tem um pet na família. Alguns desses alimentos não são apropriados para cães e gatos, por exemplo. Certas substâncias são, inclusivamente, consideradas tóxicas. Aqui, vamos trazer como fonte a médica veterinária Natália Kovalkovičová (professora na Universidade de Medicina Veterinária e Farmácia na Eslováquia), coautora do artigo Some food toxic for pets, uma tradução livre seria ‘Alguns alimentos tóxicos para animais de estimação’. Usando, principalmente, as datas comemorativas, e junto com outros três cientistas, a pesquisadora traz e explica quais alimentos deve-se evitar de dar para seu pet.

    Alimentos tóxicos:

    Chocolates

    Começando pelo mais conhecido de todos, o chocolate, que está presente, por exemplo, no seu “chocotone” favorito, é o primeiro exemplo de alimento tóxico para cães e gatos. Dentre tantos componentes que existem no chocolate, a substância tóxica para os pets são as metilxantinas (são pseudoalcalóides que agem como estimulador do sistema nervoso central). Essa substância também se encontra em cafés e chás. Não existe uma quantidade saudável desse alimento, que você possa dar ao seu animal de estimação. No caso dos chocolates, os sinais clínicos de intoxicação ocorrem dentro de 6 a 12 horas após a ingestão. Náuseas, vômitos, diarreia, respiração ofegante (dispneia), sede e aumento de micção. Podem evoluir para desidratação, inquietação, hiperatividade, arritmias cardíacas, sangramentos e até a óbito. O elevado teor de gordura dos produtos que contenham chocolate pode acarretar a pancreatites (inflamação no pâncreas) em animais mais suscetíveis.

    Uvas passas e uvas em geral

    Alguns humanos não gostam de uvas passas, né?! Cães podem até adorar, muito por conta da curiosidade. Porém, estes alimentos são tóxicos para eles. Ainda não se sabe exatamente qual é a toxina existente nesses alimentos, mas sabe-se que elas são extremamente tóxicas para cães. De acordo com o artigo publicado por Natália Kovalkovičová, existem casos de cães que foram a óbito com a ingestão de apenas 10 gramas da fruta. Os efeitos clínicos geralmente são visíveis 6 horas após a ingestão, até no máximo 24 horas e podem causar insuficiência renal (rins perdem capacidade de efetuar funções básicas).

    Cebola e alho

    Uma combinação bastante usada para temperar pratos, rico em compostos químicos que são benéficos aos humanos, são tóxicos para cães e gatos. No caso das cebolas, alguns componentes tóxicos podem danificar os glóbulos vermelhos (células sanguíneas que transportam oxigênio para os órgãos), causando anemia no animal. O alho também contém toxinas, porém é considerado menos nocivo aos animais, em comparação à cebola. Portanto, se você gosta de preparar alguns pratos e temperá-los com cebola e alho, cuidado para não dar aos seus pets.

    Alguns alimentos que não são tóxicos:

    Levando em consideração que cães e gatos são animais de estimação carnívoros, alimentos como carnes e o peru de Natal, são completamente saudáveis para a alimentação deles. Desde que essas carnes não estejam temperadas e em pequenas quantidades. Fique atento ao porte do seu animal de estimação e também com ossos. No caso dos ossos, o perigo maior está no tamanho da peça, comparado ao tamanho do animal. Se o seu animal de estimação for muito pequeno, alguns ossos podem ser ingeridos de forma incorreta e engasgando o animal. Portanto, atente-se para isso.

    O arroz também é um alimento que pode ser oferecido aos pets. Desde que seja bem preparado e com o cuidado de não temperar. No entanto, fique alerta, pois esse cereal contém altos níveis de carboidrato. Disposto em grandes quantidades, o seu pet pode ficar no sobrepeso.

    Legumes e frutas macias também estão liberados. Novamente, muito cuidado com as uvas, que são tóxicas. A maior parte das frutas e legumes são saudáveis para os pets. Já tentou dar brócolis para seu pet? Eles amam. E o alimento é rico em substâncias como cálcio, ferro, potássio e outras diversas vitaminas saudáveis.

    Agora que você já sabe um pouco sobre alimentos que pode dar ou não para o seu pet, poderá passar suas festividades com mais tranquilidade. Mesmo assim, se você percebeu qualquer comportamento incomum do seu pet, a atitude mais correta é levar o seu animal de estimação a um médico veterinário de sua confiança. Boas festas.

    Email de contato do autor : marcelo.camelo@habitatgroup.com.br