Governo de Minas inaugura unidade da Fundação de Arte de Ouro Preto em Guaxupé 

    A partir de novembro deste ano serão realizados cursos de artes, como desenho e pintura, além de artesanato e formação de auxiliar de conservação de bens culturais no espaço

    Para receber notícias no seu WhatsApp clique aqui
    E para receber notícias da nossa página no Facebook
    Se inscreva no nosso canal do you tube para receber nossas reportagens, clique aqui

    Um edifício construído no início do século XX, onde já funcionou a antiga cadeia pública e uma delegacia, mas inutilizado desde 2008, será um novo espaço para a arte e o restauro em Guaxupé, localizada no Sul de Minas. Nesse local, funcionará a partir de agora a FAOP – Guaxupé, a qual foi inaugurada nessa quinta-feira (26), pelo Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo e da FAOP, em parceria com o município.

    Esta será a segunda unidade da Fundação fora de Ouro Preto, onde a instituição atua desde 1968. A primeira foi aberta em 2021, em Paracatu, cidade situada na região Noroeste do estado. A iniciativa demonstra o trabalho realizado pelo Governo do Estado em promover a descentralização de suas ações, fomentar a cultura e ampliar o acesso dos mineiros à educação e à formação artística.

    “Isso significa muito, representa um sonho antigo da cultura, o qual está descrito no Plano Estadual de Cultura. Este reúne demandas de toda a comunidade e, sobretudo, atende às leis do Sistema Nacional de Cultura. O objetivo é descentralizar, levar as artes e as escolas onde o acesso é restrito. A FAOP ficou circunscrita por 50 anos somente em Ouro Preto, e Ouro Preto é um celeiro de arte.

    Quando a FAOP vai para o interior, ela leva Ouro Preto, leva a mineiridade e abraça as Gerais”, pontua Oliveira.

    A FAOP – Guaxupé oferecerá atividades culturais e também cursos formativos relacionados à arte e ao patrimônio, dentre outros conhecimentos e saberes, contribuindo para o desenvolvimento de habilidades, para a educação patrimonial e para a preservação dos bens históricos. O objetivo é transformar vidas, criando oportunidades de geração de emprego e renda para as pessoas de todas as idades.

    No município, a FAOP já participa de projetos desde 2021, quando apoiou a exposição e o Concurso Regional de Presépios promovido no local. A partir de 2022, iniciou junto com a prefeitura, o programa Pertencimento, Identidade, Patrimônio e Arte (PIPA), o qual já viabilizou cursos de pintura, desenho, mostras de filmes e também um mapeamento cultural e artístico dos agentes culturais de Guaxupé.

    Entre 2022 e 2023, 31 estudantes participaram da 1ª edição do Programa PIPA Jovem, que ofereceu atividades de formação e qualificação profissional no âmbito da cultura, da arte, do artesanato e do patrimônio. Adolescentes de 15 e 16 anos, que integram o Programa Juventude Positiva (PJP), também tiveram aulas de Desenho e Pintura; e de Auxiliar de Conservação de Bens Culturais. A 2ª edição dos cursos começará no próximo dia 30/10.

    Em 2023, a Fundação de Arte de Ouro Preto (FAOP) celebra 55 anos de história, e a inauguração da FAOP-Guaxupé se insere nas ações comemorativas dessa trajetória dedicada à cultura, à arte e à preservação do patrimônio. Além dessa, outras unidades estão fase de implantação: Santa Luzia, na região metropolitana de BH; Antônio Pereira, distrito de Ouro Preto; e Belo Horizonte.

    Foto: Asscom Secult